Ousadia assentida

elevador poderia ficar ali parado por horas, dado o blecaute ter acontecido tão tarde da noite. Mas isso era o que menos importava pra ela. Aquele beijo a surpreendeu, mas, mais do que isso, a levou a um estado de euforia elevadíssimo. Quem ousaria? Mas foi tão bom!

A preocupação com o trabalho, com seus pequenos problemas em casa passavam em seu pensamento como historietas de algum folhetim. O gato ficaria sem sua refeição noturna. Quem se importa?

Importa apenas o ali, o agora. Tentou imaginar quem poderia ter tomado atitude tão agradavelmente ousada. Moreno? Alto? Não importava. A culpa tentou se aninhar em sua confusa cabeça, mas não. Não agora. Que dure até amanhã!

________________________________________________________
Em tempo: Esta é uma espécie de Fanfic da obra do escritor Moacyr Scliar. A proposta, da professora Tânia Sandroni, era a de produzir um texto adaptado – com narrativa onisciente – que daria continuidade ao conto “O beijo no escuro”, do autor gaúcho.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em circunstanciALL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s