Tarda, mas não falha…

le aguardava o ônibus que o levaria ao centro de São Paulo, no Terminal de Ônibus Cachoeirinha e, por pura ironia dos Deuses, veio-lhe à cabeça lembranças daquela que um dia amou. Confuso, perguntou-se por que lembranças de tempo tão remoto o visitavam. Resposta fácil: Culpa de um vendedor de CDs piratas, daqueles musicais, daquele tipo de ambulante que carrega seu produto naqueles carrinhos improvisados, com uma grande caixa de som e um tocador de CD que geralmente é um daqueles modelos automotivos. Tocava Pais e Filhos, da Legião Urbana e irremediavelmente várias lembranças vieram à sua cabeça. Um pouco de saudade, um pouco de sentimento de culpa por achar que não havia demonstrado todo seu amor a ela o deixou atordoado. Mas não havia motivos para remorso. Ela havia colocado um ponto final na história após muitos meses de dedicação, amor, carinho a um rapaz que só queria dar uns beijos de vez em quando. Espera aí: Mas ele não a amava? Ele tem em seu coração a certeza tardia de que sim, a amava. Mas o amor juvenil, incompreensivelmente, muitas vezes é tratado com certo medo, principalmente nos homens. Medo de não ser correspondido, medo de fazer papel de idiota diante dos amigos que, dizem, acham esse papo de amor coisa de menina (mas choram sozinhos à noite, na cama, por nutrir o mesmo sentimento por alguma outra garota mas não o diz por conta de todos esses motivos juvenis). Onde ela está agora, depois de todos esses anos? Ele não sabe a resposta. Mas sabe que, com o perdão do clichê, “é preciso amar as pessoas como se não houvesse o amanhã…”
Anúncios

2 Comentários

Arquivado em circunstanciALL

2 Respostas para “Tarda, mas não falha…

  1. Belíssimo texto. Trata do que alimenta o ser humano: o amor. Excelente crônica. O “Sigo sem dormir” abre pautas para textos fora do contexto da sala de aula, o que o enriquece e faz o leitor conhecer melhor o autor do blog. Aguardamos novos textos!

  2. Lembranças de um amor… quem não as têm? (Suspiros)

    Comentário: Justamente, Josy. Esta é o tipo de história que toca muita gente. Obrigado pela visita. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s