A primeira prova

oje foi o dia da primeira avaliação da nossa turma. “O Príncipe”, de Maquiavel, foi o objeto de estudo. Obra realmente fascinante! Após a aula de Teoria e Técnicas de Comunicação, com a querida professora Márcia, saímos para um rápido café antes de sermos colocados à prova pelo professor Marco Moretti. Numa das mesas da praça de alimentação, um pequeno grupo conversava descontraidamente, sem qualquer sinal de aflição. Mas eu estava ansioso, apesar de me sentir preparado para a prova. Um dos desencanados participantes da conversa, o figuraça do Edu, chegou a dizer: “Eu sou o próprio Príncipe!”, quando o questionei se sentia-se confiante. Neste exato momento, o até hoje distante coordenador do curso, titular da disciplina a qual iríamos ser avaliados, surpreendentemente sentou-se à mesa para um café. Foi bacana, sentimos que o professor começa a criar afeição pela turma. Durante a prova, confesso que me incomodei um pouco com uma fuzarca que a molecada do Colégio Objetivo fazia na quadra poliesportiva, que fica grudada ao prédio da Faculdade. As divagações de Maquiavel sobre César Bórgia misturavam-se com vozes juvenis cantando “Mamãe Eu Quero”, clássica marchinha de Carnaval. Inacreditável…
Anúncios

1 comentário

Arquivado em circunstanciALL

Uma resposta para “A primeira prova

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s